Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento     Brasil: Um país de todos  

Esse é o conteúdo alternativo < /p>


 
SAC da Unidade
Mapa do Site
Página Inicial
Objetivo
Ferramentas
Estrutura
Etapas de Execução
Resultados Esperados
Comunicação
Equipe
Licitações
Publicações
Acesse Também
Notícias anteriores

Manejo florestal ganha manual de vistoria

O setor florestal já dispõe de um Manual de Vistoria de Campo para Planos de Manejo Florestal Madeireiro na Amazônia. O documento reúne procedimentos desenvolvidos pela parceria entre dois projetos: o Projeto de Apoio ao Manejo Florestal na Amazônia (Promanejo) do Ibama; e o Projeto Bom Manejo, desenvolvido pela Embrapa Amazônia Oriental, com o Centro Internacional de Pesquisa Florestal (Cifor), o Instituto Floresta Tropical e o financiamento da Organização Internacional de Madeira Tropical (OIMT – ITTO, em inglês).

Os especialistas acreditam que este novo sistema de normas tornará a avaliação das operações florestais mais uniformes e objetivas, representando um importante complemento às medidas tomadas pelo governo para aprimorar a qualidade das operações florestais na Amazônia. Entre as principais medidas estão a revisão da regulamentação do manejo florestal e a elaboração de diretrizes técnicas para a construção e análise de planos de manejo e planos operacionais anuais.

A necessidade de organizar em um documento os procedimentos que são utilizados para que a adoção de práticas de manejo florestal sustentável sejam implementadas foi identificada em 2001, pelos técnicos do Promanejo. Neste momento, ficou claro que a eficiência das ações de controle e monitoramento das atividades florestais depende principalmente da capacidade institucional de gerenciar informações e padronizar os métodos para o desempenho das principais funções.

A partir daí, os especialistas do Promanejo redefiniram as estratégias de execução. Uma das principais ações estabelecidas no plano do Projeto foi o desenvolvimento da nova metodologia de vistoria de campo em planos de manejo.

E assim nasceu a parceria entre o Projeto Bom Manejo e o ProManejo, com o objetivo de facilitar e padronizar o trabalho dos vistoriadores e, como conseqüência, oferecer mais transparência aos detentores de planos de manejos florestais sustentáveis sobre as exigências governamentais. Os procedimentos que estão no Manual foram testados em oito Planos de Manejo Florestal localizados nos Estados do Pará, Mato Grosso e Rondônia.

Segundo Natalino Silva, pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental e coordenador do PBM, o manual é resultado de três anos de trabalho. “Este material permitirá que o Ibama e as organizações estaduais de meio ambiente exerçam um controle mais rígido dos padrões de manejo florestal previstos pela legislação brasileira. È um manual que padroniza os critérios de avaliação dos planos de manejo florestal em execução. Com ele, serão preenchidas as lacunas que havia no sistema de controle destes mesmos planos”, afirma.

Por outro lado, explica o pesquisador, as próprias empresas utilizarão o manual para conhecer os critérios de avaliação e se preparem para as futuras vistorias.